Lifestyle

Como distinguir um sociopata de um psicopata

psiquiatria

Não é propriamente algo com que nos preocupamos todos os dias, mas é interessante saber que existe uma diferença entre um sociopata e um psicopata.

A quinta edição do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, lançado pela American Psychiatric Association em 2013 inclui os dois problemas na categoria de Transtornos de Personalidade Anti-sociais. E, de facto, existem vários pontos em comum entre estes transtornos, o que pode levar a uma confusão entre os dois termos. São eles:

– Um desrespeito para com a lei e questões morais;
– Um desrespeito para com os direitos dos outros;
– Ausência de sentimentos de remorso e culpa;
– Uma tendência para ser violento.

No entanto, existem características exclusivas de cada problema, explica Scott Bonn, professor de criminologia da Universidade de Drew, nos EUA, no seu artigo para o site Psychology Today. Os sociopatas tendem a ser mais nervosos. “São mais voláteis e propensos a explosões emocionais, como um ataque de raiva. É provável que tenham pouca educação e vivam o mais longe da sociedade possível, incapazes de manter um emprego e de ficarem muito tempo no mesmo sítio”, explica Bonn.

A verdade é que podem pertencer a um grupo e ter ligação a algumas pessoas, mas, como explica o professor, é difícil que se consigam integrar numa comunidade e cumprir as suas regras. Bonn afirma que os crimes cometidos por estas pessoas são, regra geral, “espontâneos e desorganizados”.

Já os psicopatas não conseguem mostrar qualquer emoção para com o próximo, mas costumam ter personalidades cativantes. “São manipuladores e conseguem conquistar a confiança das pessoas facilmente.

Aprendem a fingir que sentem algo pelo outro e parecem pessoas normais. Os psicopatas costumam ter habilitações literárias e empregos fixos”, explica Bonn. Por incrível que pareça, alguns conseguem formar uma família ou relações duradouras e aqueles que com ele confraternizam não se apercebem do sue problema. Os seus crimes, diz Bonn, são muito bem planeados. Isto por que o psicopata é “calmo e meticuloso”.

O que está por detrás dos problemas

Scott Bonn afirmam que existem causas diferentes para o surgimento destes dois transtornos: A psicopatia tem uma origem genética e a sociopatia é despoletada por factores externos.

Ou seja, os psicopatas possuem um problemas cerebral (não houve um desenvolvimento total da parte do cérebro responsável pelo controlo de impulsos e as emoções), enquanto os sociopatas são vítimas de traumas ou de abusos físicos e/ou emocionais.

Comentários

comentários

Acerca do autor

Rua3

Resumimos o que não pode deixar de saber sobre a actualidade, contamos as histórias por trás das pessoas que se cruzam connosco, mostramos-lhe o que pode fazer, ver e ouvir.

Comentar

Comente aqui

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *