Família

Bebés. Pano para tapar o sol no carrinho? O erro que quase todos os pais cometem

Bebés. Cuidados a ter

O sol atinge o rosto do bebé ou a luz não o deixa dormir tão descansado. Todos os pais, instintivamente, desde o primeiro dia de vida dos bebés, apressam-se a pendurar na capota do carrinho fraldas de pano, os seus próprios casacos e outros panos que são já vendidos para esse efeito. Mas um estudo vem agora alertar para os perigos de tapar os carrinhos, especialmente em dias de calor.

Svante Norgren, pediatra do hospital pediátrico Astrid Lindgren, na Suécia, conduziu um estudo que conclui que quando se pendura um pano sobre a capota, “dentro do carrinho fica uma temperatura extremamente elevada, com um efeito semelhante ao de um termo”. Além disso, a circulação de ar é insuficiente e é mais difícil para os pais vigiarem os bebés pequenos se estes vão tapados, podendo não se aperceber de eventuais indisposições.

O estudo realizou várias experiências para perceber o quão quente fica o habitáculo onde está o bebé. E as conclusões não deixam dúvidas. Um carrinho exposto ao sol sem pano que estava a 22 graus atingiu os 34 após meia hora de se colocar uma fralda sobre a capota. Ao fim de uma hora o termómetro marcava 37 graus.

Isto significa que quando os pais colocam o pano, em vez de estar a proteger os filhos do calor, na verdade estão a deixá-los desconfortáveis e a colocá-los em perigo devido ao aumento da temperatura.

A pediatra avisa que não se deve adoptar esta prática e é preferível tentar circular pela sombra, colocar um chapéu e protector solar na criança e usar apenas a capota que já vem instalada no carrinho. É sabido que o risco de morte súbita nos bebés aumenta exponencialmente quando expostos ao calor, por isso esta prática é ainda mais arriscada se se trata de recém-nascidos.

Os boiões de fruta ou de sopa fazem ou não mal aos bebés?

Comentários

comentários

Acerca do autor

Rua3

Resumimos o que não pode deixar de saber sobre a actualidade, contamos as histórias por trás das pessoas que se cruzam connosco, mostramos-lhe o que pode fazer, ver e ouvir.

Comentar

Comente aqui

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *